17 de abril de 2024 - 19:19

Ciência e Tecnologia

02/06/2023 11:03

AGRICULTURA 4.0: Pesquisadores desenvolvem aplicativo de gestão visando aumentar a produtividade na agricultura familiar.

Uma das funcionalidades mais importantes do aplicativo é facilitar a gestão do manejo da produção, monitorar o manejo da adubação e acompanhar a variação do pH e dos nutrientes. O gerenciamento dos dados visa a adequação para a inclusão no processo de rastreabilidade.

Widson Ovando | Fapemat

O novo aplicativo de gestão na produção  de frutas, flores e hortaliças promete ajudar pequenos produtores agrícolas a terem mais estabilidade econômica e social em suas plantações. A criação do aplicativo é coordenada pelo professor doutor Gláucio da Cruz Genúcio e uma equipe multidisciplinar da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); o projeto  faz parte do Edital nº 004/2021 Pesquisa aplicada - Cadeias Produtivas de Mato Grosso, com fomento do Governo do Estado através da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat).

O aplicativo destaca-se por ser uma ferramenta simples e acessível, que tem como objetivo fornecer informações e orientações técnicas, armazenar dados relacionados aos cultivos hortícolas, além de aprimorar a gestão na aquisição e controle de estoque dos insumos de forma bem simples, fácil e segura. Uma das funcionalidades mais importantes do aplicativo é o registro de dados técnicos sobre os cultivos, conhecido como Caderno de Campo. Esse registro é de  fundamental importância para que o produtor ou agrônomo que presta assistência técnica consiga identificar restrições ou observações que possam influenciar na eficiência produtiva.

Além disso, o registro de dados técnicos em cadernos de campo é uma das exigências para que os produtores se adequem à nova Lei de Rastreabilidade, que é indispensável para a comercialização legal de seus produtos hortícolas. A nova instrução normativa conjunta com MAPA/ANVISA (INC 02/2018) permite detectar a origem e acompanhar a movimentação de um produto ao longo da cadeia produtiva. O aplicativo pode gerar um QR-Code, o que atende a INC 02/2018, assim como  facilita o acesso a essas informações para o comprador e consumidor final.

O aplicativo é direcionado para produtores de hortaliças, horticultura e fruticultura de forma geral, principalmente aqueles que trabalham com cultivos protegido e hidroponia, mas também pode ser utilizado para cultivos convencionais e orgânicos.

O coordenador do projeto, Gláucio da Cruiz  Genúcio, explicou que “a ideia surgiu a partir da demanda da agricultura 4.0, onde o desenvolvimento de inovação tecnológica busca acessar e monitorar dados da produção, cujo objetivo é ser mais assertivo na tomada de decisão do melhor manejo, seja ele nutricional, fitossanitário ou de estabelecimento de ciclos de cultivo. Assim, o aplicativo desenvolvido visa auxiliar os produtores terem um controle maior sobre suas plantações, desde o cadastro da equipe de gestão até o registro de cada lote, para aqueles que tenham uma produção maior”.

Os produtores que usarem o aplicativo poderão cadastrar suas estufas, setores e lotes, o que permitirá um controle mais eficiente sobre quando plantar e quando colher. Essa funcionalidade permite monitorar a produção e criar estratégias para superar desafios, reduzir riscos e aumentar a lucratividade do empreendimento. Em uma segunda etapa, é possível monitorar nível de adubação, correção do pH, quantidades de aplicação de defensivos, tipos de sementes usadas, estádios de desenvolvimento (ciclos) entre outras informações que geram eficiência tecnológica produtiva e aumentam sua estabilidade econômica e social.

O aplicativo é uma iniciativa importante que pode ajudar a melhorar a vida de muitos produtores agrícolas de base familiar em todo o país. Com sua fácil usabilidade e variedade de recursos, o aplicativo tem o potencial de se tornar uma ferramenta essencial para o setor agrícola.
 


Plantão

(66)98408-0740

Copyright  - O Interior News - Todos os direitos reservados