17 de abril de 2024 - 19:45

Ciência e Tecnologia

07/08/2023 17:54

Projeto de hotéis de polinizadores contribui para a conservação de abelhas em MT

Escolas públicas também foram escolhidas como locais de implantação para envolver os estudantes na preservação dos polinizadores e incentivá-los a criar seus próprios hotéis em casa.
Widson Ovando | Fapemat
 
O projeto, “Hotel de polinizadores: Tornando as áreas urbanas amigáveis para abelhas e vespas”, liderados por especialistas em biologia e conservação da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), teve como objetivo principal instalar hotéis de polinizadores em áreas verdes e escolas públicas na cidade de Rondonópolis (217,3Km) de Cuiabá.  Esses hotéis são estruturas especialmente projetadas para oferecer locais que permitam que abelhas e vespas construam seus ninhos (nidificação), que são agentes cruciais na polinização de plantas, tanto as nativas como comerciais.

O projeto e coordenado pelo doutor Rodrigo Aranda, da área de ciências biólogicas e ecologia, amparado pelo EDITAL FAPEMAT Nº. 018/2021 Extensão Tecnológica – Conhecimento a Serviço da Sociedade. A iniciativa contou com a fabricação e instalação de 25 hotéis de polinizadores, cuidadosamente posicionados em 10 escolas e 15 áreas verdes públicas. Além disso, o projeto buscou conscientizar a população sobre a importância dos polinizadores para os serviços ecossistêmicos, como a polinização e a manutenção da biodiversidade urbana.

Nas últimas décadas, tem sido observada uma diminuição alarmante da abundância e diversidade de insetos em todo o mundo, e os polinizadores, como abelhas e vespas, são especialmente afetados.
A equipe do projeto fez parcerias com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Rondonópolis para identificar as áreas verdes mais adequadas para instalação dos hotéis.
Créditos: Arquivo/pesquisador


Educação ambiental

 A equipe do projeto fez parcerias com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Rondonópolis para identificar as áreas verdes mais adequadas para instalação dos hotéis. Escolas públicas também foram escolhidas como locais de implantação para envolver os estudantes na preservação dos polinizadores e incentivá-los a criar seus próprios hotéis em casa.

O projeto incorpora uma abordagem de ciência cidadã, encorajando as pessoas que frequentam as áreas com hotéis de polinizadores a registrar suas observações e atividades. Esses registros são feitos por meio de fotos e preenchimento de formulários específicos, que auxiliam na coleta de dados sobre as espécies encontradas nos hotéis e suas interações com o ambiente.

Redes sociais

Estima-se que cerca de 8.000 pessoas tenham sido beneficiadas diretamente com o projeto, incluindo os alunos das escolas participantes e os seguidores das mídias sociais, que tiveram acesso a informações valiosas sobre a conservação de polinizadores.

A iniciativa destaca o papel fundamental das áreas verdes urbanas na manutenção da biodiversidade e reforça a importância da conservação de polinizadores para garantir a produção de frutos nativos e comerciais. Com a instalação dos hotéis de polinizadores e o envolvimento da comunidade, espera-se que o projeto inspire outras cidades a adotarem práticas de conservação e melhoria da qualidade ambiental em seus espaços urbanos.
Várias espécies de abelhas e vespas foram beneficiadas com os hotéis polinizadores
Créditos: Arquivo/pesquisador


 Imagens e informações sobre o projeto podem ser encontradas no perfil do Instagram: https://www.instagram.com/polihotelbiologiaufr. Informações adicionais sobre o projeto estão disponíveis no e-book publicado pela editora da UFR e na plataforma ResearchGate para acesso aberto.


Palavras-chave: Conservação, Polinizadores, Abelhas, Vespas, Hotéis de Polinizadores, Educação Ambiental, Biodiversidade Urbana, Áreas Verdes.

Plantão

(66)98408-0740

Copyright  - O Interior News - Todos os direitos reservados